mensagem

       

 Mentir é Pecado

Por: Jaime Folle

 

Somos mentirosos até em pensamento, pois, no relacionamento humano, é vital omitir
verdades para o bem de uma situação.

            Dizem os bons mentirosos que mentir não é pecado, é apenas uma transferência de uma verdade para o futuro, pois, se mentir fosse pecado, haveria pouca gente no Céu.

A mentira já salvou muitos casais da separação, salvou muitos alunos de apanhar dos pais pelas notas baixas, salvou súditos da morte, salvou operários da demissão.

Aí vem a pergunta: Está certo ou errado mentir para salvar-se de uma situação?

Há uma forte tendência do ser humano, de um modo geral, em omitir a verdade, porém, muitas vezes, esta omissão acontece, não porque queria mentir, mas pela necessidade do momento que não permitia uma verdade.

Vejamos algumas discrepâncias:

– Os clientes sempre mentem para os vendedores. E os vendedores sempre falam a verdade para os clientes.

– Os homens sempre mentem para as mulheres. E as mulheres nunca mentem para os homens.

– Os alunos sempre mentem para os professores. E os professores sempre falam a verdade para os alunos.

– As crianças sempre mentem para os pais. E os pais nunca mentem para as crianças.

Segundo alguns especialistas do comportamento humano, a mentira surge quando lidamos com o inesperado. Como temos a necessidade de dar respostas imediatas, mentimos.

Para qualquer assunto, independente de conhecê-lo ou não, sempre se tem uma resposta na ponta da língua, seja ela verdadeira ou não.

Por falar em mentira: Quem mente mais: os homens ou as mulheres? Fica a polêmica.

E para que vocês não pensem mal de mim, sobre a mentira quero lhes dizer que assim como uma gota de veneno pode comprometer um balde inteiro, por menor que seja, estraga toda a nossa vida. Nunca vale a pena mentir! Um erro que precise de uma mentira, acaba por precisar de duas no futuro para consertar o estrago.

É assim que surgem os grandes mentirosos. Cuidado que no próximo ano temos eleições e eles estão de volta.

Até a próxima!